Noticias

Veja as novidades do mercado

Taxa Condominial: O que fazer para diminuir

Algumas vezes a taxa condominial pode ser um incômodo para muitas pessoas, principalmente quando o valor a ser pago é considerado muito alto, chegando a causar um impacto forte nas contas pessoais. Esta taxa é permanente para quem mora em condomínio, entretanto é possível adotar medidas que possam fazer a diferença no valor cobrado.

Cálculo da taxa condominial

Primeiramente precisamos tratar do que é a taxa condominial, por isso vamos explicar de maneira breve como é estabelecida.

Existem dois principais fatores: a despesa total e a fração ideal, que é a área que cada apartamento ocupa, considerando que cada unidade tem participação proporcional nas áreas comuns. Dentro da unidade proporcional de cada unidade perante ao total do condomínio (geralmente abaixo de 1%) calcula-se a varável pela qual multiplica-se as despesas totais, assim estabelecendo o valor que cada unidade deverá pagar.

Como reduzir a taxa condominial?

1. Redução de pessoal

Uma das maiores despesas que a maioria dos condomínios possuem é com a folha de pagamento dos funcionários, nesse sentido, qualquer mudança, mesmo aparentemente pequena, pode representar uma grande economia no final. As mudanças a que nos referimos são: Evitar horas extras, aderir a empresas terceirizadas, ou ainda, enxugar o quadro de pessoal. O mais importante neste aspecto é analisar bem o custo benefício, identificar quais atividades são realmente essenciais e quais as que não.

2. Evitar desperdício de água

Por mais óbvio que pareça, algumas pessoas, por vezes até de maneira inconsciente, tendem a não se importarem com despesas que não são diretas, por isso, é muito importante sempre conscientizar os moradores neste sentido. Alguns condomínios hoje em dia já possuem um sistema de hidrômetro por apartamento, entretanto ainda existe o uso de água da área comum. Um bom controle do uso da água pode fazer muita diferença.

Outra questão relacionada são os vazamentos, que sempre necessitam de toda a atenção possível, realizando manutenções preventivas, assim evita-se tanto o desperdício como a manutenção corretiva que geralmente é muito mais caro para o condomínio.

3. Reduzir a inadimplência

Essa questão é muito complexa, o que acaba acaba aumentando muito a taxa condominial dependendo da quantidade de inadimplentes em um condomínio. Ter uma boa gestão e campanhas para receber os pagamentos é uma excelente maneira de evitar que a taxa fique elevada por esta razão. A comunicação deve ser eficaz neste sentido, realizando uma constante cobrança, além de elaborar bons planos (justos) para pagamentos, de maneira que não prejudique os moradores adimplentes.

4. Aderir à tecnologias novas

Hoje em dia, com o avanço cadas vez mais proeminente da tecnologia, existem muitas soluções de softwares no mercado que são capazes de gerenciar de maneira eficiente um condomínio, seja ele grande ou pequeno. Utilize a tecnologia a seu favor. Com um bom software você terá uma excelente gestão, possuindo mais controle sobre os gastos, evitando desperdícios, e ainda gerenciando a eficiência das atividades implantadas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *